Meias-Finais a Sul
Parada alta na “rentrée” algarvia

Que grande torneio a que se assistiu no percurso Alvor-Lagos do Onyria Palmares Beach & Golf Resort, em Lagos. Num dia de sol e sem vento, com o traçado em excelentes condições, entre 21 equipas em campo para apurar duas para a Final Nacional Açores 2018, nada menos do que 15 entregaram cartões acima dos 80 pontos (na modalidade de texas scramble modificado). 

Saiu vencedora a do Onyria Quinta da Marinha com 90 pontos, seguida de três formações – Nike, NOS e Crédito Agrícola – com 88. O desempate pelo mais baixo handicap médio foi favorável à Nike (7,0), que assim carimbou também o passaporte para a ilha de S. Miguel – aguarda-as o Batalha Golf Course, em Ponta Delgada. 

Destaque ainda para o Clube Viajar e a Mercedes-Benz Starsul 1, ambos com 87; para a Frutas Pacheco & Pacheco (vencedora de uma das duas jornadas das Qualificações Regionais em Julho) e LGSP Portugal, com 86; e para o BPI 1, Farmácia Rosa Nunes e By Trincanela, com 85. As outras acima dos 80 foram a LDS (vencedora nas Qualificações), BPI 2, Hotel Algarve Casino e Allianz. 

Pela Onyria Quinta da Marinha, a dupla anglo-sueca David Minns/Greger Haroldsson somou 46 pontos e o português Luís Sequeira uniu forças com a inglesa Amanda Kelghren entregando um cartão com 44. 

Onyria Quinta da Marinha_Greger Haroldsson_Amanda Keighren_Luis Sequeira

David Minns, Greger Haroldsson, Amanda Keighren e Luís Sequeira da Onyria Quinta da Marinha © Filipe Guerra

Aquele 46 foi o segundo melhor resultado a pares do dia, igualado por Luís Santos/Rui Silva (Crédito Agrícola) e só superado pelos 47 de Lourenço Mestre/Mário Ferreira (NOS) e de Luís e Francisco Correia Pires, pai e filho, da By Trincanela. 

“Foi inesperado, considerando os outros jogadores que estavam aqui. Foi um daqueles dias em que tudo entra, metemos putts de todos os lados. É uma volta que acontece uma vez por ano”, reconheceu o capitão da Onyria, David Minns. 

Pela Nike, evoluíram Ricardo Pereira/Rui Coelho, que marcaram 45; e Luís Filipe Fragoso/Philip Hardwick, com 43. Infelizmente, Ricardo, o antigo guarda-redes de futebol do Sporting e da seleção nacional, não poderá marcar presença na Final, visto que nessa altura estará de visita ao Núcleo do Sporting de Sidney, na Austrália. 

Nike_Rui Coelho_Philip Hardwick_Ricardo Pereira_Luis Filipe Luis_002

Rui Coelho, Philip Hardwick, Ricardo Pereira e Luís Filipe Luís pela equipa da Nike © Filipe Guerra

Para o seu lugar, dá-se o regresso de Pedro Silvestre, que em Julho havia feito parte da equipa nas Qualificações, e que nestas meias-finais foi substituído por Philip Hardwick. 

“Nesta modalidade de jogo, é relativamente fácil fazer pares, mesmo para handicaps mais altos, mas para fazer boas pontuações com handicaps baixos os putts têm de entrar, porque só fazendo muitos birdies é que se consegue chegar lá – e foi esse o nosso caso, convertemos os putts e não cometemos erros” afirmou o capitão da Nike, Rui Coelho. 

Outras formações já apuradas para a Final são a Segafredo Zanetti e SuperJob (Douro) e a MAN S. Miguel e Miguel Moniz Construções (Açores). 

Seguem-se as Meias-Finais Norte, já a 8 de Setembro no Estela Golf Club.