Final Nacional Açores 2017
E depois da Terceira sobram quatro empresas

A Final Nacional Açores 2017 do Expresso BPI Golf Cup jogou-se sexta-feira e sábado no Clube de Golfe da Ilha Terceira, com a presença de 20 equipas apuradas de um total de 369 que participaram inicialmente na edição deste ano, oriundas de oito diferentes regiões do país. 

Foi a 14.ª vez consecutiva que a Final do também conhecido como Campeonato Nacional de Empresas se realizou naquele arquipélago e a sétima na ilha Terceira, com dois dias de boas condições climatéricas e num percurso exigente, bem puxadinho e com greens que são reconhecidos como muito complicados.

Cheque_final

No momento da entrega da verba solidária à SIC Esperança /© Filipe Guerra

As quatro primeiras classificadas após duas voltas apuraram-se para a Finalíssima (a 16 e 17 de Dezembro, no Vidago Palace Golf Course), sendo elas, por esta ordem, a Freixenet (Lisboa), Colégio dos Plátanos (Lisboa), Ignacio Gonzalez Montes (Douro) e Orthoantas (Norte).

“Estávamos à espera de ficar entre os quatro primeiros, mas nunca de ficar em primeiro lugar, principalmente com uma vantagem tão grande para os segundos”, afirmou Duarte Sousa Coutinho, capitão da Freixenet, conjunto que repete, dois anos depois, a presença na Finalíssima, com os mesmos jogadores do clube Tigres do Bosque. 

Freixenet2_final

A equipa vencedora festeja com... Freixnet /© Filipe Guerra

As duas voltas jogaram-se, como sempre, na modalidade de texas scramble modificado, mas em medal (por pancadas) e não em stableford (por pontos), contando para o agregado colectivo a soma dos dois resultados diários de cada par.

Sendo o palco de par-72, a Freixenet totalizou 284 pancadas, tendo sido a única que terminou com um agregado abaixo do par (-5). Duarte Sousa Coutinho/António Mendonça fizeram 69-69 e Tomás Moreno/João Pedro Andrade 74-72. Era terceira classificada no fim da primeira volta e na segunda fez o melhor resultado colectivo (141) para subir duas posições rumo à vitória.

Segundo classificado com um total de 293 (+5), o Colégio dos Plátanos contou com aquela que foi a melhor dupla em gross do torneio, composta por Marco Rios e o norte-americano Eric Hill, que fizeram duas voltas de 3 abaixo do par, o que correspondeu em ambos os casos a 70 pancadas net. Nuno Rafael Mota/Nuno Silva completaram o quarteto com 77-76.

Platanos_final

Colégio dos Plátanos com Nuno Silva, Nuno Rafael Mota, Patrícia Larcher Farinha (Sic Esperança), Eric Hill e Marco Rios / © Filipe Guerra

Na Finalíssima estará pela primeira vez uma equipa espanhola, oriunda da Galiza – a Ignacio Gonzalez Montes, que foi terceira somando 294 (+6). Eloy Calatauyd/Juan Gonzalez marcaram 74-75 e Joaquin Calatayud/Jose Maria Fernandez 70-75.

Ignacio Gonzalez Montes_final

A equipa Ignacio Gonzalez Montes: José Maria Fernandez, Eloy Calatayud, Joaquin Calatayud, Carlos Raulino (Presidente do CG Ilha Terceira) e Juan Gonzalez / © Filipe Guerra

A fechar a lista de apuradas, a Orthoantas ficou no quarto lugar com 296 (+8). Evoluiu com Agostinho Pereira da Silva/Sérgio Martins (71-77) e Rui Veloso/Fernando Maganinho (69-79).

Orthoantas_Final

A equipa da Orthoantas: Agostinho Pereira da Silva, Rui Veloso, Fernando Maganinho e Sérgio Martins / © Filipe Guerra

A demonstrar equilíbrio e incógnita até ao fim, BPI (Açores), Prazer do Mar (Madeira) e Montebelo Hotels & Resorts (Centro) terminaram um degrau abaixo, todas com 297 pancadas, ou seja, a uma pancada de forçar o play-off com a Orthoantas. E a SIC Notícias (Lisboa) ficou a duas pancadas do quarto posto.

A Frutas Pacheco & Pacheco, líder destacada no primeiro dia, piorou 25 pancadas de um dia para o outro, caindo para o nono lugar final. Amândio Pacheco/Carlos Klimeck, que haviam sido o melhor par a abrir, com 65, fizeram 84 na jornada seguinte.

No jantar de encerramento da Final Nacional, na noite de sábado, esteve presente o vice-presidente do Governo Regional dos Açores, Sérgio Ávila. O BPI esteve representado pelo seu administrador-executivo João Pedro Oliveira e Costa, que também jogou a competição pelo BPI (Algarve).

Na ocasião, Patrícia Larcher Farinha recebeu em nome da SIC Esperança a verba solidária que, como habitualmente, é angariada pelo torneio, através de uma percentagem da inscrição das equipas, este ano no valor de seis mil euros. 

 

Na fotografia de capa: A equipa vencedora, Freixnet, com António Mendonça Alves, Tomás Moreno Sérgio Ávila (Vice-Presidente do Governo Regional dos Açores), Duarte Sousa Coutinho, João Pedro Oliveira e Costa (Admnistrador do BPI)  e João Pedro Andrade © Filipe Guerra