Meias-Finais Lisboa
As seis magníficas da capital

Como é habitual, o Expresso BPI Golf Cup teve uma rentrée em força em Setembro e, depois do Algarve, foi a vez de Lisboa conhecer as suas representantes na Final Nacional Açores, a realizar em Novembro no Clube de Golfe da Ilha Terceira. Com nada menos do que 68 equipas, as Meias-Finais da capital realizaram-se em três dias (12, 13 e 14 deste mês) no Belas Clube de Campo, para apurar as duas primeiras de cada jornada, num total de seis. 

O Millennium BCP esteve em evidência ao colocar dois quartetos na penúltima fase da competição (a anteceder a Finalíssima). “Nunca tínhamos apurado uma equipa, quanto mais duas. Era um objectivo que ambicionávamos há muito tempo, e julgo que vai gerar uma boa dinâmica dentro do Clube Millennium BCP”, afirmou Noé Oliveira, capitão de um dos dois conjuntos da empresa.

Belas_Millennium_BCP_Antonio_Curto_Luis Fernandes_Alvaro Dinis_Pedro_Lalanda

António Curto, Luís Fernandes, Álvaro Dínis e Pedro Lalanda do Millennium BCP © Filipe Guerra 

 Belas_Millennium_BCP_Manuel_Brigas_Mario_Afonso_Carlos_Ribeiro_Noe_Oliveira_001

 Manuel Brigas, Mário Afonso, Carlos Ribeiro e Noé Oliveira do Millennium BCP © Filipe Guerra

Noé Oliveira capitaneou a equipa do Millennium BCP – composta ainda pelo seu parceiro de jogo Manuel Brigas e por Carlos Ribeiro e Mário Afonso – que foi segunda classificada no primeiro dia das Meias-Finais, com 82 pontos, na modalidade habitual de texas scramble modificado. 

À sua frente ficou apenas o Colégio dos Plátanos, garantindo a presença na Final pela segunda vez. Fê-lo com 85 pontos, o resultado mais elevado destes três dias. “Jogámos bem, com cabeça, muito tranquilos e sempre à procura dos birdies, que acabaram por surgir”, comenta Marco Rios, que somou 41 pontos com o seu parceiro americano Eric Hill. Nuno Rafael Mota e Nuno Silva perfizeram 44, melhor marca net do dia.

 Belas_Colegio_dos_Platanos_Eric Hill_Nuno_Silva_Nuno_Rafael_Mota_Marco_Rios_003

A equipa do Colégio dos Plátanos com Eric Hill, Nuno Silva, Nuno Rafael Mota e Marco Rios © Filipe Guerra

Lovely Routine (80 pontos), MLGTS (80), Almabarão (78), Mercedes-Benz/Carclasse (77), Maquinar Mais (77), Chagas (77), Clubefashion (75) e Grupo Desportivo Santander Totta (74) completaram o top-10, entre as 22 equipas que estiveram em campo. 

A Freixenet e a SIC Notícias 2 foram as apuradas no segundo dia, com 83 e 82 pontos, respectivamente, sendo que a Engel & Volkers ficou em terceiro e a apenas um ponto da qualificação. A primeira alinhou com os mesmos jogadores que há dois anos estiveram na Finalissima, no Vidago Palace Golf Course: Tomás Moreno e João Pedro Andrade assinalaram 43, ao passo que António Mendonça e Duarte Sousa Coutinho fizeram 40.

Belas_Sic_Noticias_2_Joao Correia_Pires_Antonio Nobre_Jose_Santos_Silva_Domingos_Guerreiro

João Correia Pires, António Nobre, José Santos Silva e Domingos Guerreiro © Filipe Guerra

“É bom porque vamos jogar a Final no mesmo campo onde a jogámos há dois anos e desta vez com um melhor conhecimento do mesmo”, afirmou o capitão Duarte Sousa Coutinho, acrescentando: “Na altura a ideia era ir ao Açores e pronto, simplesmente participar. Agora vamos elevar a fasquia: sabendo que não é fácil, queremos ficar entre os primeiros quatro, de maneira a chegarmos novamente à Finalíssima.”

Belas_Freixenet1_Antonio_Mendonca_Alves_Duarte_Sousa_Coutinho_Tomas_Moreno_Joao_Pedro_Andrade_002

António Mendonca Alves, Duarte Sousa Coutinho, Tomás Moreno e João Pedro Andrade da Freixnet © Filipe Guerra

Domingos Guerreiro, capitão da SIC Noticias (a equipa onde jogou o triplo campeão nacional amador Tomás Silva antes de passar a profissional no final do ano passado), lembra que a sua equipa já participa há 11 anos e que só duas vezes tinha falhado o apuramento para as meias-finais. “Alguma vez a final tinha de nos vir bater à porta”, disse. DomingosGuerreiro e José Silva marcaram 40, e João Correia Pires/António Nobre 42. 

Entre 23 equipas, o top-10 ficou completo com Clube de Golfe de Belas 2 (80), Freixenet 2 (78), SIC Notícias 1 (78), CG Belas 1 (77), Grupo André Jordan (77), Marq (75) e Europcar (74). 

No terceiro e último dia, vitória do Millenium BCP com os mesmos 83 pontos com que a Freixenet havia vencido na véspera, seguida da Arquitectos/Love Tiles com 82. “Vamos à boleia da dupla que jogou bem”, disse o capitão Millennium BCP, Álvaro Dinis, que não foi além dos 36 pontos com Pedro Lalanda Gonçalves. Valeu na ocasião o brilho do outro par, composto António Curto e Luís Fernandes, autor de um excelente 47. 

Domingos Santos Silva, capitão da Arquitectos/Lovetiles (uma junção do Clube de Golfe dos Arquitectos com a empresa Love Tiles), formou parceria com Vitor Mah e entregou um cartão com 43 pontos, a que se acrescentou o de 39 de Filipe Duarte/José Bessa Gomes. “É uma sensação única e maravilhosa, porque, exceptuando o José Bessa Gomes, seremos rookies, na Final”, congratulou-se Domingos Santos Silva, sublinhando que “os” Arquitectos entraram com quatro equipas e três delas atingiram as meias-finais regionais.

 Belas_Arquitectos_Love_Tiles_Vitor_Mah_Filipe_Duarte_Domingos_Santos_Silva_Jose_Bessa_Gomes_001

A 'Arquitectos/Love Tiles' com Vítor Mah, Filipe Duarte, Domingos Santos Silva e José Bessa Gomes © Filipe Guerra

Do terceiro ao décimo posto, entre 23 equipas participantes, ficaram, por esta ordem, a Mercedes-Benz/Mercauto Loures (80), BPI 2 (77), JJ& RR (76), SIC (76), Lovit (76), Dueto (75), Allianz (75) e Norgolfe (75).