Qualificações Regionais Alentejo
Novo máximo de equipas em Tróia

As Qualificações Regionais Alentejo do Expresso BPI Golf Cup registaram um novo recorde de equipas. Este último fim-de-semana estiveram em campo 55 equipas (220 jogadores) – mais quatro que o anterior máximo, em 2017 – para apurar metade em cada uma das jornadas, mais os Lucky Losers. Ao todo, foram 30 as que seguiram em frente para as meias-finais regionais, agendadas para 6 de Outubro. 

Na primeira sessão, sábado, desfilaram 29 quartetos, prevalecendo o conhecimento local dos elementos do Clube de Golfe de Tróia, vencedores com 86 pontos. Em sua representação, João Neto Santos (capitão do clube) e Paula Saúde (tricampeã nacional de seniores) constituíram o melhor par net do dia, com 45 pontos, a que se acrescentaram os 41 de Fernando Costa Marques (presidente do clube) e Lina Faria.

A equipa do C. G. de Troia, vencedora do primeiro dia com 86 pontos, composta por João Neto Santos, Ana Paula Saúde, Lina Faria e Fernando Costa Marques © Filipe Guerra 

“Às vezes acontecem grandes dias de golfe, para compensar aqueles desastrosos”, comentou João Neto Santos. “Foi de facto um grande jogo, fizemos cinco birdies e apenas um bogey, quatro abaixo do Par. Correu tudo bem, às vezes joga-se bom golfe e as coisas não correm bem, desta vez tudo deu certo – e é claro que para isso também ajuda o conhecermos bem o campo, jogamos aqui todos os fins-de-semana.”

O CG Tróia venceu com dois pontos de vantagem sobre a Mercedes-Benz/C. Santos VP Margem Sul, esta com Carlos Guerreiro/José Pedro Trindade (43) e Gennaro Pugliese/Augusto Silva (41), cabendo à Blackett, também com 84 pontos, o último lugar do pódio, alinhando com Luís Valera/João Mena (43) e João Carlos Rodrigues/Miguel Dias (41).

Contando nas suas hostes com o campeão e o vice-campeão nacionais de mid-amateurs, respectivamente José Maria Cazal-Ribeiro e Luís Costa Macedo, que aliás foram o melhor par gross do dia e marcaram 44 net jogando com 1,0 de handicap, a Orizonte Golf foi quarta classificada com 83 pontos (Salvador Costa Macedo/Frederico Champalimaud fizeram 39 com 3,0 de handicap).

Nesse sábado a Navigator Maxone colocou duas equipas na meia-final regional, a ser jogada a 6 de Outubro. A número 1 foi quinta com 83 pontos, a número 2 sétima com 82, ficando no meio delas a Freixenet (83). Apuraram-se ainda, pela ordem restante, Allianz 1 (81), Montado Resort (80), CG Costa Alentejana (79), Lisbon Green Valley (78), Vinicom (77), Optilink (77), The Presidential Train (76) e BPI 2 (76). O sorteio do Lucky Loser sorriu à Entreposto Logística.

Na segunda sessão, domingo, estiveram 26 equipas em campo – e pode dizer-se que foi o dia da Electromac: venceu, com 85 pontos, no desempate com a Ingecom pelo mais baixo handicap médio; teve em Miguel Teixeira/Eduardo Lopes o melhor par gross; Miguel Teixeira bateu o drive mais longo; e Rui Meireles, que formou parceria com Bento Louro, foi o melhor no concurso da Allianz.

No Domingo e após desempate a equipa vencedora foi a Electromac com Eduardo Lopes, Bento Louro, Rui Meireles e Miguel Teixeira © Filipe Guerra 

“E ainda ganhámos alguns prémios nos sorteios”, lembra o capitão da Electromac, Rui Meireles, para quem a equipa, apesar desta vitória, tem potencial para fazer ainda melhor. “No meu par, ao fim de três buracos estávamos já com duas acima do par e com o Joker jogado, mas depois lá conseguimos reequilibrar as coisas.”

Gregório Cabo e José Andrade, da Ingecom, foram o melhor par net, com 45 pontos, juntando-se-lhes os 40 de Alexandre Pires/António Queiroz. A Agnus Dei/G. Servilusa foi a terceira premiada, com 84 pontos, com ambos os seus pares, Leonel Neto/Rui Fava e Rui Almeida/João Neto, a marcarem 42.

Apuraram-se ainda a Aqualuz (84), Arquitectos/Grupo 8 (83), Carmim (80), Astrobalance/AMTConta (79), Vipre (79), Frutas Pacheco & Pacheco (77), Norgolfe (77), Fonte Viva (76), Arquitectos/Visioarq (75) e Allianz (75). A Zacatraz 1803 foi a Lucky Loser.