Madeira
Clube de Golf Santo da Serra

Situado 700 metros acima do nível do mar, o percurso do CG Santo da Serra tem vistas de cortar a respiração sobre o oceano - em dias nítidos a vista estende-se mesmo até ao Porto Santo. Berço do golfe madeirense, modalidade trazida por ingleses para o arquipélago em 1933, o seu campo de campeonato onde se jogam as Qualificações Regionais e Meias-Finais da Madeira tem um total de 6.096 metros, com um 'layout' exigente do ponto de vista físico, pelo terreno acidentado em que se desenrola, com desníveis impressionantes. António Henriques, presidente do clube, acha que é precisa "muita concentração e algum conhecimento da forma como entrar nos greens". "A leitura dos greens também é muito complicada para quem não está habituado", diz.

Quanto ao maior desafio existente no campo, António Henriques refere o buraco 5 do percurso de campeonato, um par-4 de 376 metros. "Tem uma entrada de green muito complicada, como não vi em mais lado nenhum. Costumo jogar um drive ou madeira 3 e tento não ficar com a bola a descer, o que tornaria as coisas mais complicadas. Para que isso aconteça, por vezes é preciso encolhermo-nos na saída", diz o presidente do clube madeirense.

Percurso Machico/Desertas
Par 72
Comprimento 6.092 metros
Inauguração 1991
Arquitecto Robert Trent Jones